Queridas visitas

A gente descobre que está grávida, passa nove meses com a barriga crescendo, recebendo os parabéns, o bebê nasce e todo mundo quer visitar você (ou melhor, o seu filho). Aí é que o bicho pega, miga.

Você passou sua gestação toda ouvindo “conselhos” (que são quase uma ameça, uma imposição) dos outros, às vezes até de gente que nunca teve filho, e perguntas impertinentes (Já está tudo lavado e passado? Você vai aguentar a dor do parto normal? Você vai sofrer com o pós-parto da cesariana, viu?) e, por causa disso, você “enjoa” de algumas pessoas. Isso é bem comum. E fica pior. Muito pior.

Quando o bebê nasce, mil pessoas se convidam para ir na sua casa e conhecer o recém nascido. Se fosse só para olhar o bebê de longe, tava tudo ótimo. O problema é que querem pegar no novo membro da família, cheirar, beijar, saculejar… E, muitas vezes, as pessoas são sem noção. Elas vão fazer a visita quando estão doentes, sujas, com muita maquiagem ou perfumes fortes! Parece absurdo, né? Mas, é a realidade. E como você reage nessa situação? Como dizer àquelas pessoas inconvenientes que você não quer receber visita no dia seguinte ao parto ou que elas não peguem no seu bebê sem terem lavado as mãos? O melhor é ser sincera.

Se você não consegue dizer não para aqueles amigos sem noção ou para aquelas tias chatas, faça como eu. Mande uma mensagem para todos os seus contatos do WhatsApp, dizendo que você está muito feliz com a chegada do seu filho e com as felicitações dos conhecidos, mas que, naquele momento, está sendo difícil se adaptar ao bebê e sua nova rotina e que, em breve, marcará datas para receber visitas. É uma saída, né?

Outra opção, é colar na porta de casa ou do quarto do bebê um cartaz com algumas instruções. Alguns pontos importantes são:

  1. Tire os sapatos;
  2. Não fale alto;
  3. Se estiver doente, não chegue perto do bebê;
  4. Não use perfumes fortes;
  5. Lave as mãos antes de pegar no recém-nascido;
  6. Não beije as mãos ou o rosto da criança.

O aviso tá dado, quem não respeitar, não vai ser convidado para uma segunda visita.

Além de tudo isso, ainda tem mais um detalhe: quando o bebê nasce, tudo muda, inclusive a sua rotina. A casa está uma bagunça, tem panos e fraldas espalhados por todo canto, as roupas sujas e com cheiro de leite estão acumuladas no cesto, a pia está lotada de louça e o fogão cheio de restos de comida. O caos reina. É normal! Você não vai desperdiçar aquelas três horinhas de descanso enquanto o bebê está cochilando para cuidar dos serviços domésticos, né? Você mal consegue almoçar, imagina fazer bolo para suas visitas lancharem! Tenha consciência de que descansar é uma prioridade. Não ligue se seus parentes chegarem e a casa estiver bagunçada. Quem teve filho sabe pelo que você está passando durante essas primeiras semanas. Relaxe e curta as visitas da melhor maneira possível.

Agora, o recado é para os visitantes (o recado que eu gostaria de ter dado aos que vieram me ver e não dei).

Queridas visitas,

por favor, não sejam cruéis. Não falem que minha casa está uma zona se, com isso, vocês não estiverem se prontificando para arrumá-la. Não sejam sem noção de virem na mesma semana em que eu pari, pois estou dolorida e cansada. Não sejam machistas dizendo que devo me arrumar, senão meu marido vai procurar outra, pois ele é capaz de me amar além da minha beleza (e se não for, melhor ir embora mesmo). Não sejam mal educados e cheguem com roupas sujas da rua ou com cheiros fortes ou doentes ou com mãos sujas para pegar no meu bebê (ele ainda é frágil e indefeso). Não sejam inconvenientes e exijam visitar em horários em que meu filho ou eu estejamos dormindo, estou muito cansada e meu bebê ainda não sabe o que é dia ou noite. Não sejam impertinentes e deem conselhos que irão abalar a minha confiança materna, ainda estou aprendendo e também tenho direito de errar (alem disso, você teve sua chance de criar seus filhos e de fazer do seu jeito). Entendam que não há certo ou errado quando se trata de criação e que os tempos e as informações mudaram desde que você foi mãe/pai. E, por fim, lembrem que vocês já passaram ou podem passar pela mesma situação que eu, então sejam empáticos. Amo vocês.

Anúncios

Um comentário em “Queridas visitas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s